Aprovados por prioridade e medida
Primeira convocatória
Convocatória extraordinária
Segunda Convocatória
Segunda Convocatória - 2ª resolução
Aprovados em ordem alfabética

ESPAÇO E PATRIMONIO: O MUNDO DAS CIDADES NOVAS MEDIEVAIS DO SUDOESTE
Prioridade: 2 - GESTÃO DO PATRIMÓNIO CULTURAL E NATURAL E PROMOÇÃO DO AMBIENTE
Medida: 2.2 - Dinamizar a valorização criativa do património cultural
Aprovado: Segunda Convocatória

ESPACE ET PATRIMOINE : LE MONDE DES VILLES NEUVES MEDIEVALES DU SUD-OUEST

 

Coordenador de Projecto:
Centre d'étude des bastides, villes neuves d'Europe du Moyen-âge (FR)
Pessoa de contacto: Claude CALMETTES

Parceiros:
2. Association des Bastides du Lot
3. Association des Bastides des Pyrénées Atlantique
4. Union des Bastides de l'Entre deux Mers et du Libournais
5. Instituto de Estudos Regionais e Urbanos da U.Coimbra IERU
6. Centro de estudios e investigaciones histórico-arqueologicas ARKEOLAN
7. Colego Official Arquitectos de Cantabria
8. Instituto Universitario de urbanística de la universidad de Valladolid

Orçamento:
Custo total do projecto: 911.757,93 €
FEDER: 553.943,89 €

Calendário:
Duração: meses
Início do projecto: 10/2004
Fim do projecto: 06/2007

Web do projecto

 

O projecto «Cidades Novas do Sudoeste Europeu » visa a valorização do património colectivo das cidades novas medievais do SUDOE. Estes modelos urbanos possuem raízes europeias comuns de uma civilização criativa e exemplar que faz parte de um património urbanístico colectivo, à semelhança do que passa na arquitectura (as catedrais), na pintura (os frescos e os vitrais), ou na escultura. Os parceiros do projecto ambicionam proporcionar às populações das "Cidades Novas Medievais" a liderança no controlo do processo e os meios para se apropriarem dos benefícios decorrentes da valorização do seu património, bem como das respectivas repercussões económicas e simbólicas.

 

A fim de atingir este objectivo, será necessário:

-          Estabelecer eixos estratégicos comuns para os elementos históricos, morfológicos e pitorescos que determinam este fenómeno urbano;

-          Sensibilizar os representantes destas « Cidades Novas » para o compromisso de levar a cabo uma política de valorização comum;

-          Identificar as formas de implementar a rede das « Cidades Novas » e promover a cooperação em rede com as outras « Cidades Novas » do Sudoeste, articulando essa cooperação com as organizações que as representem;

-          Estabelecer acordos de cooperação transnacionais sustentáveis no Espaço SUDOE;

-          Assinalar as necessidades e definir as bases de uma abordagem metodológica comum num « Livro Verde »;

-          Estabelecer uma estratégia comum sob a forma de « Livro Branco » onde se definam os pontos comuns e as orientações a seguir a fim de promover a identidade «Cidades Novas Medievais» do SUDOE.

 

A rede de “Cidades Novas do Sudoeste” criada permitirá a cooperação entre peritos e agentes de desenvolvimento para fomentar a gestão integrada do património e facilitar a assimilação da dimensão patrimonial nas estratégias de desenvolvimento dos territórios. Além disso, esta rede proporcionará a criação de uma equipa pluridisciplinar dos campos da investigação histórica, do urbanismo, da sociologia urbana e da economia, provenientes dos centros de investigação e das universidades das “Cidades Novas Medievais” do SUDOE. 

     

© . Interreg IIIB Sudoe.     http://www.interreg-sudoe.org     secretariado@interreg-sudoe.org
Os projectos aprovados
VILLES NEUVES DU SUD-OUEST - SO2/2.2/F40
O Programa
Apresentação de projectos
Os projectos aprovados
     Balanço da 1ª Convocatória
     Aprovados em ordem alfabética
     Aprovados por convocatória
     Aprovados por prioridades

Contactos e utilidades
Contacte-nos
Lista de Distribuição
Mapa do web
español français